sexta-feira, 18 de setembro de 2015

Dia dos namorados

    Nós já ficávamos há mais de um mês, entretanto nunca tinha rolado nada mais que uns beijos. No dia dos namorados, bebi um pouco e comecei a pressioná-lo.
    Ele saiu direto da academia e veio ao meu encontro. Eu até hoje desconfio que ele não estivesse na academia de verdade, pois chegou pra me ver muito cheiroso.
    Rodamos diversos motéis até encontrarmos um que tivesse vaga e que fosse 'decente'.
    Eu sinceramente estava um pouco envergonhada pois fazia muito tempo que nao transava com alguém. Ele foi me abraçando, me acalmando. Sussurrava várias vezes "cheirosa" no meu ouvido e eu me derretia.
    Então nos deitamos e lentamente nos despimos. Ele colocou a camisinha e me penetrou. Naquele momento eu soube que meu corpo tinha um novo dono, não me pertencia mais. Ele se movimentava,  movimentava, e eu sentia o corpo suar.
Então ele me pôs de quatro, e numa brincadeira de escolher entre o ânus a vagina, eu resolvi aceitar a primeira opção.
Ele colocou cuidadosamente apenas a cabecinha e eu num movimento suave, joguei meu quadril para trás, "engolindo" seu pênis. Vi que ele ficou surpreso e isso me excitou ainda mais.
     Deixei ele montar em mim de quatro, metendo com força, puxando meu cabelo, como se eu fosse um animal a ser domado.
Ele gozou dentro de mim, pois nessa excitação toda, a camisinha ja tinha saído. Senti seu gozo quente dentro de mim e me joguei na cama, trêmula, satisfeita e deliciada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário